Fábulas

Os Ratos resolveram organizar um conselho com a intenção de decidir qual seria a melhor estratégia, para que pudessem saber com antecedência, quando o inimigo deles, nesse caso o Gato, estava por perto. E Dentre as muitas ideias que foram apresentadas, uma delas, que logo foi aprovada por unanimidade, sugeria que um sino ou guizo…

Continue Lendo

Um dia a raposa foi visitar a cegonha e convidou-a para jantar. Na noite seguinte, a cegonha chegou a casa da raposa. – Que bem que cheira! – disse a cegonha ao ver a raposa a fazer o jantar. – Vem, anda comer. – disse a raposa, olhando o comprido bico da cegonha e rindo-se…

Continue Lendo

Um Lobo vindo de um campo de aveia encontrou no caminho um Cavalo, e assim falou para ele: – Gostaria de dar uma sugestão ao senhor para ir até aquele campo. Ele está cheio de grãos de aveia selecionados, que eu guardei com cuidado apenas para lhe servir, pois sendo meu amigo, terei o maior…

Continue Lendo

Um Leão dormia sossegado, quando foi despertado por um Rato, que passou correndo sobre seu rosto. Com um bote ágil ele o pegou, e estava pronto para matá-lo, ao que o Rato suplicou: “Ora, veja bem, se o senhor me poupasse, tenho certeza de que um dia poderia retribuir seu gesto de bondade…” Apesar de…

Continue Lendo

Era uma vez um cão, que ia atravessando um rio e levava na boca um suculento pedaço de carne. Porém, viu na água do rio a sombra da carne, que era muito maior. Prontamente ele largou seu pedaço de carne e mergulhou no rio para pegar o maior. Nadou, nadou e não achou nada e ainda perdeu o pedaço que levava.

Moral da história: nunca deixes o certo pelo duvidoso. De todas as fraquezas humanas a cobiça é a mais comum, e é todavia a mais castigada.

Um asno, de passo tardo, mal podendo suportar o pesadíssimo fardo que tinha de carregar, pediu ao Cavalo:
– Amigo, podes dividir comigo a carga que mal suporto? Se assim continuar, muito em breve estarei morto.
O Cavalo respondeu:
– Com isso pouco me importo.
Sem demora, o Asno morreu. Então o dono dos dois transferiu para o Cavalo todos os sacos de arroz. E foi assim que um esperto acabou bancando o otário e pagou um alto preço porque não foi solidário.