Ditados Populares

Águas passadas não movem moinhos.

Antes só do que mal acompanhado.

Deus ajuda quem cedo madruga.

Cavalo dado não se olha os dentes.

Beleza sem virtude é rosa sem cheiro.

As aparências enganam.

Mais vale um pássaro na mão do que dois voando.

A pressa é inimiga da perfeição.

Quem ri por último, ri melhor.

Falem bem, falem mal, mas falem de mim.

Tudo que não mata, engorda.

Os últimos serão os primeiros.

Nem tudo que reluz é ouro.

Em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher.

Tal pai, tal filho.

Para o bom entendedor, meia palavra basta.

Um olho no peixe, outro no gato.

Ajoelhou, tem que rezar.

Não adianta chorar o leite derramado.

Um dia da caça, o outro do caçador.

Quem bate esquece; quem apanha, não.

Quem ama o feio, bonito lhe parece.

Manda quem pode, obedece quem tem juízo.

De boas intenções o inferno está cheio.

Diga-me com quem andas, que direi quem tu és.

Quem desdenha quer comprar.

Mente vazia, oficina do diabo.

À noite, todos os gatos são pardos.

A vingança é um prato que se come frio.

Quando um não quer, dois não brigam.