Ditados Populares

Águas passadas não movem moinhos.

Antes só do que mal acompanhado.

Deus ajuda quem cedo madruga.

Cavalo dado não se olha os dentes.

Beleza sem virtude é rosa sem cheiro.

As aparências enganam.

Mais vale um pássaro na mão do que dois voando.

Quem ri por último, ri melhor.

Tudo que não mata, engorda.

A pressa é inimiga da perfeição.

Os últimos serão os primeiros.

Em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher.

Nem tudo que reluz é ouro.

Tal pai, tal filho.

Ajoelhou, tem que rezar.

Um olho no peixe, outro no gato.

Falem bem, falem mal, mas falem de mim.

Para o bom entendedor, meia palavra basta.

Não adianta chorar o leite derramado.

Um dia da caça, o outro do caçador.

Quem ama o feio, bonito lhe parece.

Manda quem pode, obedece quem tem juízo.

Quem bate esquece; quem apanha, não.

Quem desdenha quer comprar.

Diga-me com quem andas, que direi quem tu és.

A vingança é um prato que se come frio.

Quando um não quer, dois não brigam.

De boas intenções o inferno está cheio.

À noite, todos os gatos são pardos.

Mente vazia, oficina do diabo.