Como ver Deus

Certa ocasião em alto mar, no meio da tripulação de um navio existia um marujo que pelo fato de ser crente, novo convertido, era motivo de insultos e zombarias por parte dos seus colegas.

Num belo dia, o capitão do navio, reunindo os marinheiros no convés, pegou uma luneta e, de um lado para outro, começou a olhar no horizonte. Olhava, olhava até que os marinheiros, curiosos, quiseram saber do que se tratava. Aí o capitão, tirando os olhos da luneta, dirigiu-se ao marujo crente e lhe disse:

– Olhei por todos os lados. Olhei e cansei de olhar, mas não consegui ver a Deus.

Então o marujo, levantando-se, tomou a Bíblia, e abrindo-a no livro de Mateus, capítulo 5, versículo 8, leu esta joia rara do amado Mestre:

“Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus”.

Jamais aquele capitão poderia ver a Deus. Os males do seu pecado o deixaram em trevas, a ponto de não poder enxergar a Deus e adorá-lo em espírito e em verdade.

Tais pecados não só impedem que Deus nos ouça as orações e estenda-nos as mãos para nos abençoar, como também impedem nossa própria visão das coisas espirituais.

Não é de admirar que exista muita gente que, apalpando espiritualmente, vive totalmente cega.

0
Mensagens relacionadas
Canção para Pedro
Volta, sobe ao monte. Sabe que ali seu mestre morreu. Solta a tua rede. Vê de perto, o quanto...
Deus não castiga
Deus não castiga, Deus ensina. Deus não tira, Deus livra. Deus não demora, Deus capricha.
O mendigo e o cego
Um homem, cego e mendigo, passava seus dias em silêncio, sentado nos degraus do templo sagrado, enquanto o mundo...
Dono dos meus dias
Se hoje sou feliz, foi graças ao Teu amor, se hoje estou de pé, é pela Tua misericórdia que...