Poema de Ano Novo

Ter asas é dançar na chuva…
É plantar uma árvore…
Ver a inocência nos olhos de uma criança.
É ficar bem quietinho ao lado da pessoa amada…
É subir uma montanha…
É encontrar os amigos e não falar nada importante, mas falar, falar muito…
É cantarolar uma música antiga…
É arrumar as gavetas, e dar um monte de roupa para quem precisa…
É andar sem rumo, só por andar…
É falar sozinho…
É sorrir para aquele velhinho lá da praça…
É ficar sentado na cozinha, assistindo a mãe fazer bolo.
Ah! Ter asas é raspar a panela de brigadeiro com os dedos…
É brincar…
É rir de si mesmo…
É ter um lugar secreto bem lindo e fugir para lá de vez em quando…
E ficar de bobeira…
É tomar um banho de cachoeira, nadar em um rio…
Ir para a praia, se cobrir de areia e pegar jacaré…
Ter asas é viver intensamente as coisas simples e belas do dia a dia…
Ter asas é ficar em silêncio e ouvir dentro da gente, o Deus Emanuel.

É isso que desejo para o Ano Novo que está chegando… Que você tenha asas como das águias! Que a lua e as estrelas emprestem um pouco do seu brilho, para iluminar o novo ano, e que deus nos dê “asas de águia” para voarmos bem alto na construção de um mundo melhor.

Comentários