Mensagens de Amor

Mensagens Mensagens de Amor

O amor é um dos sentimentos mais bonitos que existe. Declare todo o seu amor com lindas mensagens de amor.

Busca

Desde o início
busquei encontrá-lo (a),
desde o início
corri atrás de ti.
mas fugia-me como areia em peneira,
fugia-me como água entre os dedos…

Desde sempre
tentei sonhar-te.
Desde sempre
busquei alcançar-te,
mas como forte fonte de luz
era difícil olhar-te de frente…

Desde sempre te admirei
Desde sempre te venerei,
mas como arte que não se entende
ou como Deus de outra religião
não te aceitei e te perdi…

Desde sempre tentei te decifrar
desde o início tentei te resolver,
mas como equação sem variantes
ou como segredo indecifrável
não consegui te inventar…

Desde o começo te sigo
desde o início te procuro,
mas como doutrina filosófica
ou como iluminação espiritual
não te desenvolvi…

Desde o começo tento te desvendar
desde o inicio tento te definir,
mas como não sei quem sou eu
não posso saber quem és ti…


Soneto

Não chame o meu amor de Idolatria

Nem de Ídolo realce a quem eu amo,

Pois todo o meu cantar a um só se alia,

E de uma só maneira eu o proclamo.

É hoje e sempre o meu amor galante,

Inalterável, em grande excelência.

Por isso a minha rima é tão constante

A uma só coisa e exclui a diferença.

‘Beleza, Bem, Verdade’, eis o que exprimo.

‘Beleza, Bem, Verdade’, todo o acento.

E em tal mudança está tudo o que primo,

Em um, três temas, de amplo movimento.

‘Beleza, Bem, Verdade’ sós, outrora.

Num mesmo ser vivem juntos agora.


Ela

Ela não é musa
Ela representa aqueles seres vencidos pelo medo
Ela não acredita em ficção
Exprimi suas próprias ideias realistas.

Ela é da noite quando conversa o puro vinho sagrado
Recordo-me um grande amor do passado
Não há semelhança alguma
Tua alma faz sentir-me como a mesma criança da abelha
Uma abelha do futuro
Pena que criada em cativeiro.

Ela voa nos caminhos de essências que só o amor pode cultuar
O Garoto nas vitrines da vida.

Ela Balançou consciência
Suas palavras são levadas a serio
Mesmo que seja uma carente forma de conhecer amizade
Sonho com ela não porque a desejo
No sonho revela grandes importâncias sobre vida
Pequeninas coisas a tornam muito especial
Ela é maravilhosa!


A impontualidade do amor

Você está sozinho. Você e a torcida do Flamengo. Em frente a tevê, devora dois pacotes de Doritos enquanto espera o telefone tocar. Bem que podia ser hoje, bem que podia ser agora, um amor novinho em folha.

Trimmm! É sua mãe, quem mais poderia ser? Amor nenhum faz chamadas por telepatia. Amor não atende com hora marcada. Ele pode chegar antes do esperado e encontrar você numa fase galinha, sem disposição para relacionamentos sérios. Ele passa batido e você nem aí. Ou pode chegar tarde demais e encontrar você desiludido da vida, desconfiado, cheio de olheiras. O amor dá meia-volta, volver. Por que o amor nunca chega na hora certa?

Agora, por exemplo, que você está de banho tomado e camisa jeans. Agora que você está empregado, lavou o carro e está com grana para um cinema. Agora que você pintou o apartamento, ganhou um porta-retrato e começou a gostar de jazz. Agora que você está com o coração às moscas e morrendo de frio.

O amor aparece quando menos se espera e de onde menos se imagina. Você passa uma festa inteira hipnotizado por alguém que nem lhe enxerga, e mal repara em outro alguém que só tem olhos pra você. Ou então fica arrasado porque não foi pra praia no final de semana. Toda a sua turma está lá, azarando-se uns aos outros.

Sentindo-se um ET perdido na cidade grande, você busca refúgio numa locadora de vídeo, sem prever que ali mesmo, na locadora, irá encontrar a pessoa que dará sentido a sua vida. O amor é que nem tesourinha de unhas, nunca está onde a gente pensa.

O jeito é direcionar o radar para norte, sul, leste e oeste. Seu amor pode estar no corredor de um supermercado, pode estar impaciente na fila de um banco, pode estar pechinchando numa livraria, pode estar cantarolando sozinho dentro de um carro. Pode estar aqui mesmo, no computador, dando o maior mole. O amor está em todos os lugares, você que não procura direito.

A primeira lição está dada: o amor é onipresente. Agora a segunda: mas é imprevisível. Jamais espere ouvir “eu te amo” num jantar à luz de velas, no dia dos namorados. Ou receber flores logo após a primeira relação amorosa. O amor odeia clichês. Você vai ouvir “eu te amo” numa terça-feira, às quatro da tarde, depois de uma discussão, e as flores vão chegar no dia que você tirar carteira de motorista, depois de aprovado no teste de baliza. Idealizar é sofrer. Amar é surpreender.


Para quem é louco por cinema

Meu amado Diretor, és único e mereces todos os prêmios, todos os Oscars, Palmas de Ouro, Ursos de Prata e Kikitos disponíveis nos festivais. Fazes-me sonhar e pensar apenas em coisas boas. em tardes de domingo no “escurinho do cinema”, com pipocas, coca-cola e furtivos beijinhos…

Este romance que alimento por ti daria um bom filme de amor. Às vezes imagino-me a Ingrid Bergman, em Casablanca, mas gostaria que tu, ao contrário do que fez o Michael Curtiz, não deixasses que a nossa história terminasse numa melancólica despedida. Na verdade, esquece um pouco o sonho de dirigir, e vem atuar comigo pelo menos por 9 1/2 Semanas de Amor.

Sabes, Sempre te vi e Sempre te amei! Tu levas-me para o mundo romântico de David Jones, para o mundo onírico de Fellini. proporcionas-me momentos de êxtase e grata estupefação que nem mesmo os truques de Spielberg e George Lucas seriam capazes de me proporcionar. Tu levas-me para além dos limites da paixão, conduzes-me para o infinito universo do amor.

Embora este sentimento seja Duro de Matar, não me venhas com violência. Nem mesmo com aquela violência cult de David Lynch ou do Tarantino. Também não penses que eu sou uma daquelas mulheres mal resolvidas dos filmes do Woody Allen ou uma mulher à beira de um ataque de nervos, como aquelas retratadas por Almodóvar.

Quero que saibas que eu sou Uma Linda Mulher, uma linda mulher que estava à espera de um bom roteiro para atuar feliz no mundo. Parece que este roteiro chegou contigo.

Um beijo de cinema!


Amar é incrível

Amor é se apaixonar todos os dias por tudo, até pelos defeitos da pessoa. Amor é amar ao próximo, saber estender a mão quando alguém necessita de ajuda. Amor é amar seu amigo como um irmão de outra mãe. É brigar quando a pessoa só está fazendo mal para si mesma e abraçar bem forte depois disso tudo. Amar é respeitar, bater o pé, chorar e reconhecer o erro. Amar é saber entender as diferenças, abraçar quem precisa de amor e falar “sinto sua falta” quando realmente senti-la, é ir atrás. Amar é sentir. Amar é tudo.

Anna Paula Varella


Perceba o outro

Para me agradar não é preciso um anel de diamantes, jantares caros, sapatos de grife, carro do ano, cobertura com vista para o mar ou viagens para o exterior uma vez por mês. Para me agradar não é necessário abrir a porta do carro, beijar a minha mão ou me enviar 200 rosas colombianas. Para me agradar não é necessário fazer declarações de amor em redes sociais, escrever poema romântico ou cantar uma música embaixo da minha janela. Para me agradar só é necessária uma coisa: me perceber.

Clarissa Corrêa


Escrevo teu nome

Nos meus cadernos de escola
Na minha mesa e nas árvores
Na areia e na neve
Escrevo teu nome

Em cada página lida
Em cada página em branco
Pedra, sangue, papel ou cinza
Escrevo teu nome

Nas imagens douradas
Nas armaduras dos guerreiros
Na coroa dos reis
Escrevo teu nome

Na floresta e no deserto
Nos ninhos e nas festas
Nas lembranças da minha infância
Escrevo teu nome

Nas maravilhas das noites
No pão branco da alvorada
Nas estações enlaçadas
Escrevo teu nome

Nos meus retalhos de azul
No charco que é sol mofado
No lago que é lua viva
Escrevo teu nome

Nos campos e no horizonte
Nas asas dos passarinhos
No moinho das sombras
Escrevo teu nome

Em cada sopro de aurora
Na água do mar em cada navio
Na montanha desvairada
Escrevo teu nome

Na espuma das nuvens
No suor das tempestades
Na chuva espessa e enfadonha
Escrevo teu nome

Nas formas resplandecentes
No carrilhão das cores
Na simples verdade concreta
Escrevo teu nome

Nos atalhos revelados
Nos caminhos desdobrados
Nas praças transbordantes
Escrevo teu nome

Em cada luz que se acende
Em cada luz que se apaga
Nas minha coisas reunidas
Escrevo teu nome

No pomo partido ao meio
De meu espelho e meu quarto
No meu leito concha vazia
Escrevo teu nome

No meu cão faminto e meigo
Nas suas orelhas atentas
Na sua pata canhestra
Escrevo teu nome

Na soleira da minha porta
Nas coisas da minha casa
Nas ondas do fogo sagrado
Escrevo teu nome

Em toda carne possuída
Na fronte de meus amigos
Em cada mão estendida
Escrevo teu nome

Na vidraça das surpresas
Nos lábios esperançosos
Muito acima do silêncio
Escrevo teu nome

Nos meus refúgios destruídos
Nos meus faróis destroçados
Nas paredes do meu tédio
Escrevo teu nome

Na ausência sem mais desejos
Na solidão toda nua
Em cada degrau da morte
Escrevo teu nome

Na saúde que voltou
No perigo que passou
Na esperança sem saudade
Escrevo teu nome

E ao poder de uma palavra
Reconheço a minha vida
Nasci para te conhecer
E para te amar Liberdade


Comente!