Mensagens Mensagens de Amor O amor e as flores

O amor e as flores

Flores não nascem com espinhos
Espinhos se desenvolvem

Se desenvolvem e são implantações,
Implantações dolorosas!
Se desenvolvem quando a flor descobre,
Que habita um jardim de insensibilidade.

Espinhos machucam, dói!
Mas se dói, se sente,
Maldita sensibilidade induzida!

Jardineiros de mãos grossas as destroem
Retiram-nas do jardim não para salvá-las,
Deixam-as secar depois do encanto da amada.
Secam, desnutridas de carinho.

Flores jovens e inocentes querem fugir,
Saltam-se nas mãos dos jardineiros
Pedem cuidado…

Mas sua pétalas são frágeis
E mãos de jardineiros são grossas em demasia.

Pobres flores que se entregam sem reservas,
E ainda têm de aceitar devolução

E quando devolvidas voltam secas,
Chegam arrastadas e tentam alertar as flores-crianças
Flores crianças, última esperança do jardim,

-Salvem-no! Solidárias flores que quase mortas ainda alertam,
Solidárias flores que mesmo mortas ainda adubam.

Mensagens relacionadas
Do primeiro ao ultimo beijo
Da sofreguidão à paixão Da incerteza à cadência dos gestos Do nervosismo ao encaixe das bocas Dos olhos cerrados...
O amor
O amor não lembra do que precisa. Amor é não precisar de nada. É precisar do que acontece depois...
Sou irremediavelmente tua
Meu amor, ser irremediavelmente tua: este é o meu destino, pois mais do que conformar-me, eu alegro-me com isso!...
A paixão
As pessoas sempre se perguntam como fazer para passar da paixão para o amor… Será que isso é importante?...